Share |
07/12/2012

Saiba como utilizar as ferramentas da Internet na sala de aula

Tetra Pak
Ecodesenvolvimento

A sabedoria popular dita que “se não pode com eles, junte-se a eles”. Pois bem, o velho ditado é atual como nunca para os professores que querem atrair os estudantes com os recursos que mais os dispersam, como a rede social Facebook.

Para envolver os alunos, muitos professores já começam a usar o site como ferramenta em sala de aula. Para obter um resultado eficaz, contudo, é necessário ter alguns cuidados para o recurso não ter um efeito contrário ao desejado e facilitar a dispersão da classe. O site Universia listou cinco práticas para a experiência dar certo. Conheça:

*Foco - Avise aos estudantes de que maneira a plataforma será utilizada. É necessário pensar em estratégias para que os alunos levem a sério o uso da rede social. Uma dica é tornar o uso do recurso imperativo e com interferência na nota.

*Cuidado – Deixe bem claro o tipo de relação que tem com os alunos. Do mesmo modo que é inadequado estabelecer relações íntimas na vida real, nas redes sociais não é ideal manter esse tipo de relacionamento. Nada impede, porém, que seja construída uma boa relação com os seus estudantes. Uma boa maneira é fazer isso de forma mais transparente e aberta, como grupos ou fanpages.

*Crie grupos - Os grupos, além de serem uma boa maneira de engajar os estudantes, ajuda a manter os alunos em contato constante com a matéria discutida. Um grupo auxilia, por exemplo, a continuar às discussões das aulas, indicar leituras, dar aos estudantes tímidos a oportunidade de se manifestar, oferecer ajuda pessoal a cada um e ainda promover a interação entre a turma.

*Crie uma Fanpage – Uma fanpage (ou página) é outro recurso interessante do Facebook, pois pode ajudar não só os seus alunos, como os demais estudantes que se interessem pelo seu conteúdo. Além de curtirem a página e interagirem com o tema, comentando, curtindo e compartilhando as publicações.

*Pense em novas alternativas – Utilize o Facebook como uma ferramenta inicial, não é necessário limitar suas opções a esta rede social. Pense em novas alternativas para atingir fins mais específicos, como blogs, Pinterest ou mesmo Twitter. O importante é conseguir engajar os estudantes através da tecnologia e aproveitá-la da melhor maneira possível.