Share |
02/05/2015

Brasileiros criam dispositivo que usa calor da geladeira para aquecer água

Redação CicloVivo
Ciclo Vivo

Colocar peças do vestuário atrás da geladeira para secar mais rápido já foi uma prática comum – hoje é consenso que a prática diminui a capacidade de resfriamento e, entre outras coisas, faz aumentar a conta de luz. Mas, estudiosos da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli) encontraram uma maneira mais eficiente de aproveitar esse calor: aquecendo água para a residência.

A tecnologia, que já foi inclusive patenteada pela Poli, usa o calor gerado naturalmente na refrigeração da geladeira para aquecer a água da torneira de cozinha e chuveiro. O experimento foi desenvolvido pelo professor José Roberto Simões Moreira e o aluno Lucas Zuzarte.

A agência USP explica como funciona o dispositivo: no processo de circulação do gás refrigerante da geladeira, o gás é aspirado pelo compressor e comprimido, o que resulta em aumento da pressão e temperatura do gás. Daí ele prossegue para um condensador - uma espécie de serpentina que fica na parte posterior da geladeira doméstica, onde o calor é dissipado.

“Inserimos um tanque de água entre o compressor e o condensador permitindo, assim, que o calor do gás quente fosse transferido para a água em vez de ser dissipado para o ambiente em que se encontra a geladeira”, explica Moreira, que também é coordenador do Laboratório de Sistemas Energéticos Alternativos (SISEA).

Segundo os testes, realizados com uma geladeira comercial de 565 litros e um tanque de 25 litros acoplado ao sistema, a economia seria superior a R$35 ao mês em comparação ao uso de aquecedores elétricos.

A capacidade de aquecimento varia de acordo com a potência e o uso do refrigerador, por isso seria mais eficiente em aparelhos comerciais. A ideia é apresentar o sistema aos fabricantes de geladeiras, que poderiam oferecer o sistema na hora da venda do eletrodoméstico.