Share |
22/07/2015

Aviões da United Airlines usarão combustíveis à base de fezes e gordura animal


Pensamento Verde

Com o objetivo de reduzir a quantidade de gases do efeito estuda, alguns aviões comerciais da companhia aérea United Airlines passarão a usar combustível à base de fezes e gordura animal.

A estratégia será colocada em prática a partir de agosto, em quatro ou cinco voos de pouco mais de uma hora, partindo de Los Angeles e pousando em São Francisco. Os aviões serão abastecidos com 30% do biocombustível e 70% de combustível de jato tradicional.

A United Airlines planeja investir US$ 30 milhões na Fulcrum BioEnergy, considerada uma das maiores produtoras de combustível de aviação do mundo. De acordo com o jornal New York Times, este é o maior investimento feito em biocombustível por uma empresa de aviação.

Além de fazer a sua parte para reduzir os níveis de poluição, a medida tem, ainda, a meta de reduzir os custos da United Airlines com combustível de jato. O New York Times divulgou que, em 2014, a companhia consumiu 3,9 bilhões de litros de combustível, o que gerou um gasto de US$ 11,6 bilhões. Com o uso do biocombustível, o galão poderia sair por menos de US$ 1.

Esta não é a primeira vez que a United Airlines testa ações sustentáveis em seus voos. Em 2009 realizou um teste com biocombustível a partir de algas e, em 2013, comprou galões de biocombustíveis feitos a partir de óleos naturais e resíduos agrícolas da produtora Combustíveis Altair, sediada na Califórnia. Os primeiros cinco milhões de galões serão entregues neste verão.

“O projeto Altair serve como um catalisador destinado a preparar o caminho para a indústria”, disse Angela Foster-Rice, diretora-gerente da United Airlines para assuntos ambientais e de sustentabilidade para o New York Times. O plano da companhia é utilizar o combustível alternativo em toda a sua frota no futuro.