Share |
13/07/2016

Curitiba terá ciclovia capaz de produzir energia solar


Pensamento Verde

De alguns anos para cá, cidades de todos os lugares do país têm intensificado a criação de novas políticas que valorizem o desenvolvimento sustentável. A Prefeitura de Curitiba, que apresentou uma série de ações em prol da causa nos últimos meses, anunciou uma parceria com uma empresa japonesa chamada Soundpower e com o governo japonês para implantação de um sistema capaz de fazer com que as ciclovias da cidade produzam energia.

Através da instalação de sensores inteligentes em vários pontos do percurso de ciclovias espalhadas na cidade, os curitibanos confirmam que a energia será gerada pelo som e vibração das bicicletas que circularem nas áreas. Segundo os idealizadores, o sistema será responsável pela iluminação das ciclovias.

De acordo com o representante da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) no Brasil, Ryuichi Nasu, os dispositivos inteligentes cobrirão uma área de aproximadamente 18,5 quilômetros das ciclovias.

O trâmite tem como principal objetivo contribuir para um projeto de iluminação inteligente que já existe na capital paranaense, além de fazer a coleta de todas as informações geradas, aproveitando-as no plano de desenvolvimento e expansão das ciclovias da cidade. O governo japonês acredita que esta é uma grande oportunidade para fazer o monitoramento de dados, visando a implantação da ideia futuramente em seu país.

A princípio, o projeto será implementado somente em espaços exclusivos para as bicicletas (ciclovia), descartando a instalação da tecnologia em ciclofaixas, já que em trechos compartilhados os ciclistas contam com a iluminação comum.

“Enxergamos a possibilidade de integrar o produto deles ao nosso projeto, tornando todo o sistema mais inteligente para os ciclistas de Curitiba”, afirma Fábio Ribeiro de Camargo, diretor de Iluminação Pública da prefeitura de Curitiba, ao site do jornal Gazeta do Povo.