Share |
19/06/2014

Catadores prestam serviço de coleta na Copa do Mundo

Tetra Pak
Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis

A organização dos catadores de materiais recicláveis mostra mais uma vez o resultado de um esforço nacional de luta e organização da categoria com a participação oficial na prestação de serviços durante a Copa do Mundo. Cerca de 840 catadores organizados em cooperativas e Redes de cooperativas farão parte do time de coleta seletiva dentro dos 12 Estádios palcos do mundial, além de eventos oficiais da Copa do Mundo. A ação é fruto de parceria do Movimento Nacional dos Catadores de Materiais Recicláveis (MNCR), Coca-cola Brasil e Fifa que contrataram as Redes de cooperativas nas cidades sedes e paga os catadores pelo serviço de destinação correta dos resíduos gerados nos eventos, além de capacitação e uniformes.

A reivindicação para serem incluídos em grande evento é antiga e já houve experiências desse tipo na Copa das Confederações onde os catadores cariocas prestaram esse mesmo serviço de forma exitosa.

Cada catador envolvido receberá em média R$ 80,00 por dia de trabalho, além de transporte e alimentação. Nos jogos na cidade de São Paulo são 70 catadores estão envolvidos na coleta dentro dos Estádios e outros 30 envolvidos na triagem dos materiais recicláveis no Galpão da Rede Cata Sampa que são outro complemento na renda das cooperativas ligadas a Rede.

“É um desafio, mas é um desafio muito importante que mostra que nós estamos prontos para fazer a coleta não apenas em uma copa do mundo, mas fazer a prestação de serviços nos municípios e em grande eventos.” avaliou o catador Eduardo Ferreira de Paulo, representante do MNCR e um dos selecionados a trabalhar dentro do Estádio.

Filhos de catadores também foram convidados para entrar no gramado segurando a bandeira do Brasil nos jogos. Mariana Gregório de Paula, 14 anos, filha de Eduardo foi uma das selecionadas e esta entusiasmada por participar desse momento. “Eu quero que chegue logo esse dia”, declarou.