Share |
19/11/2013

Reciclagem é importante para o meio ambiente e para a economia


G1

Fazer a separação do lixo em casa é bom para o meio ambiente e ajuda quem trabalha com a reciclagem. Para explicar as vantagens de se reaproveitar determinados materiais e como ocorre o processo, o professor Paulo Wendel participou da reportagem de química do Projeto Educação.

Na casa da aposentada Lília Nóbrega, todo o material que pode ser reciclado, ela lava, seca e separa em uma sacola. Depois, leva para uma usina de reciclagem. “Meu esposo leva e deposita separado, vidro papel, metal e plástico. Faço para ajudar a evitar a sujeira”, comentou.

Tudo que vai para a lixeira pode ser chamado de resíduo. “É todo material proveniente da atividade do homem, que não tem finalidade específica. Resíduos domiciliais são os proveniente das residências, como papelão, vidro, plástico. Os de vias urbanas são os próprios entulhos das construções. Eles podem ser classificados em vários tipos: sólidos, líquidos e gasosos”, comentou o professor.

A Cooperativa Recicla Torre, no Recife, recebe todo tipo de resíduo sólido. Ao todo, 22 pessoas trabalham para separar e organizar em fardos o material que depois é vendido. “É importante a população entender que a separação do lixo deve acontecer na residência. O material orgânico traz restos de alimentos, vegetais, que vão entrar em decomposição e não vão criar ambiente favorável para desenvolvimento de trabalho e separação”, destacou Paulo Wendel.

O plástico é o material mais fabricado e mais descartado no mundo. “Eles são termoflexíveis. Quando são aquecidos, derretem com facilidade. E quando se coloca água, se solidifica, se condensa. Os plásticos são materiais modeláveis, de fácil reciclagem. Na mesma velocidade que se produz, hoje se descarta”, destacou o professor.

Por sua vez, o papel e o papelão são os resíduos mais comuns nas cooperativas. “O papelão é um polímero natural , já que vem da celulose, do vegetal. É um polímero classificado como fibra, que é resistente à tração”, disse. No Brasil, o material mais reciclado é o alumínio, com índice de 96%. “Alumínio é um material metálico usado na fabricação de latas, empregado construção civil, na indústria de transporte. É um material leve e maleável. Sua reciclagem é muito importante para preservar o minério de alumínio, que é a bauxita. As latas de aço não devem ser usadas no processo da reciclagem, já que são formadas por ferro e carbono”, completou Paulo Wendel.