Share |
01/07/2014

Os rios agradecem

Tetra Pak
Terra da Gente

Desde o início deste ano, o Estado de São Paulo vive um período de seca, em que os níveis dos reservatórios de água que abastecem as cidades estão cada vez menores. Mesmo diante da preocupante falta deste recurso, muitas pessoas agravam ainda a situação com uma atitude quase corriqueira nas cozinhas: o descarte do óleo utilizado no preparo de alimentos diretamente na pia ou no ralo, que acaba por chegar, sem escalas, até os rios.

Segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) apenas um litro de óleo de cozinha convencional lançado diretamente na rede de esgoto pode contaminar até 25 mil litros de água. “O óleo forma uma película na superfície da água e impede a troca de gases entre a água e a atmosfera, que interfere na oxigenação necessária para a existência de peixes, por exemplo, e pode gerar a mortandade destes animais”, explica o engenheiro ambiental Leandro Binatti.

Ele ressalta ainda que não é somente a água que é impactada com o descarte incorreto do óleo de cozinha. O solo fica impermeabilizado e o ar, devido à decomposição com outras matérias orgânicas, fica poluído com o gás metano, um dos responsáveis pelo efeito estufa.

O empresário Alberto Monteiro, há exatos oito anos, resolveu coletar óleo de cozinha de residências, restaurantes e outras empresas. Por mês, a sua empresa – a Óleo Campinas – coleta 50 mil litros nas cidades de Campinas, Hortolândia, Sumaré, Valinhos e Vinhedo, no interior de São Paulo. Monteiro é quem viabiliza a retirada do material. Tal quantidade, que possivelmente contaminaria 1,2 bilhões litros de água, é destinada a outros processos produtivos, como biodisel, glicerinas e detergentes, massa de vidros, lajes e postes.

Onde descartar?

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) em parceria a Secretaria de Meio Ambiente do governo do Estado de São Paulo criou 820 pontos de coleta de óleo de cozinha em redes de supermercados, farmácias, postos de gasolina e escolas. No site oleosustentavel.org.br é possível conferir os pontos no Estado de São Paulo. Em Campinas, pode-se entrar em contato com a Prefeitura Municipal, através Departamento de Limpeza Urbana (19) 3273-0689. Já com a empresa Óleo Campinas, basta ligar para os números (19) 3014-0303 ou (19) 99611-2504.