Share |
01/09/2015

Caçadores se tornam protetores de tartaruga ameaçada no Camboja

Marina Maciel
Conexão Planeta

Um ambicioso projeto internacional decidiu pagar coletores de ovos para se tornarem “guarda-costas” de tartaruga ameaçada no Camboja. O objetivo é salvar a espécie Batagur affinis da extinção ao mesmo tempo em que a população se envolve e compreende a importância da preservação do animal, cujo ovo é muito apreciado pelos moradores locais.

Idealizado pela ONG Wildlife Conservation Society (WCS), em parceria com o governo do Reino, o trabalho consiste em proteger os ninhos de caçadores e monitorar se algum ovo eclodiu. Quando nascem, as tartarugas-bebê são levadas para a cidade de Sre Ambel, onde são criadas em cativeiro, a salvo de predadores e outras ameaças, como redes de pesca.

O projeto deu tão certo que mais de 150 pessoas – entre elas, aldeões, representantes do governo, ambientalistas e monges – reuniram-se, em julho, para celebrar a sobrevivência e a reprodução das tartarugas. O envolvimento de líderes religiosos na causa ajudou a aumentar a participação popular, afirmou a ONG.

Na ocasião, 21 animais criados em cativeiro foram soltos em seu habitat natural: as águas cristalinas do rio de Sre Ambel, no sudeste do Camboja. Estas foram as primeiras tartarugas do projeto a serem soltas na natureza. Todas têm entre seis e sete anos. Como não se sabe exatamente quando elas atingirão a maturidade sexual, a WCS continuará monitorando a população e pretende aumentar o número de tartarugas no rio.

Tartaruga real

Comum no sudeste asiático, a Batagur affinis vive em água doce. Os cambojanos têm um apreço especial pelo animal: conhecida como “tartaruga real”, a espécie foi declarada propriedade do rei e é considerada um símbolo nacional.

No entanto, estima-se que existam na natureza, apenas, entre três e cinco fêmeas reprodutoras. Isso faz com que ela figure entre uma das espécies de tartaruga mais ameaçadas do mundo.

Segundo a WSC, antes de serem excessivamente caçadas, as tartarugas reais eram os maiores herbívoros do rio de Sre Ambel, importantes para a saúde de todo o ecossistema e da cadeia alimentar.

Declarada quase extinta, a tartaruga real tem uma nova chance de sobrevivência.