Share |
21/11/2013

Alckmin ampliará número de séries com reprovação


Folha de São Paulo

O governador de SP, Geraldo Alckmin (PSDB), decidiu aumentar o número de séries em que os estudantes podem ser reprovados nas escolas estaduais, a exemplo do que anunciou o prefeito Fernando Haddad (PT) em julho.

Segundo a Folha apurou, a reprovação passará a ser possível em três das nove séries do ensino fundamental (3º, 6º e 9º anos), ante duas séries atualmente (5º e 9º).

Há três meses, o prefeito Fernando Haddad (PT) decidiu aumentar de dois para cinco o número de séries com possibilidade de reprovação.

Com a alteração, os tucanos podem neutralizar nas eleições de 2014 o discurso dos petistas de que acabaram com a aprovação automática -nome pejorativo do sistema que prevê reprovação apenas ao final de um ciclo, não ao término de cada série.

Parte dos pais e dos professores entende que a má qualidade do ensino público ocorre principalmente porque os alunos "passam sem saber". Os docentes em especial reclamam que perderam a autoridade nas aulas.

O modelo, porém, foi implementado sob a premissa de que cada aluno tem um ritmo de aprendizagem. Além disso, pesquisas mostram que o estudante que reprova tem mais chances de desistir da escola no curto prazo.