Share |
01/06/2016

Tailandesas criam pratos descartáveis feitos de folhas


Pensamento Verde

Devido aos graves problemas ambientais causados pelos seres humanos a sustentabilidade passou a ser essencial para o nosso futuro e das próximas gerações. Sem a cultura do reaproveitamento e do consumo consciente, tudo o que é produzido requer o uso de recursos naturais e isso gera um grande impacto ao meio ambiente.

Certos materiais demoram milhares de anos para se decompor. Um bom exemplo é o isopor, tão usado como embalagem para alimentos, que leva em torno de 500 anos para desaparecer por completo na natureza.

Pensando nisso um grupo de pesquisadores da Universidade de Naresuan, na Tailândia, desenvolveu um prato descartável feito de folhas de árvores. O projeto do prato durou mais de um ano e seu objetivo é substituir o isopor sem perder a qualidade no uso.

Samorn Hiranpraditsakul, professor de engenharia industrial, disse em entrevista ao site Bangkok Post que a inspiração para a criação do recipiente ecológico veio de uma visita a um templo no Norte, onde viu as enormes pilhas de descarte.

Benefícios do prato de folhas

Eles suportam água quente, não vazam e se degradam naturalmente depois de serem descartados, pois não afetam negativamente o solo e outros organismos naturais. Para que ele ficasse resistente, foi utilizado amido no lugar de verniz, deixando o utensílio mais firme e com brilho.

Segundo os pesquisadores foram muitas tentativas erradas até acertar o material ideal. As folhas que apresentaram melhor desempenho são nativas de três tipos de árvores diferentes: Tectona Grandis, Petchara Chaowarat e Ficus Benghalensis.

Segundo Sitintip Tantanee, professor na universidade e integrante da equipe de engenharia que desenvolveu o produto, a intenção é trabalhar com as autoridades municipais para que os eventos oficiais troquem, o quanto antes, o isopor pelos pratos feitos de folhas.

Curiosidade: os indianos já têm a tradição de transformar folhas em recipientes. Um exemplo é o Patravali, muito utilizado em jantares tradicionais, festivais e celebrações. Os pratos são feitos de grandes folhas secas.