Share |
20/05/2011

Conheça mais sobre as sacolas Biodegradáveis


reciclaveis.com.br

Está em destaque o acordo entre o governo do Estado de São Paulo e a Associação Paulista de Supermercados que deverá banir o uso de sacolas plásticas tradicionais no estado até o final de janeiro de 2012. A melhor opção para o meio ambiente são as sacolas retornáveis, feitas de algodão ou nylon (que são mais resistentes). Mas a população acostumada com a praticidade das sacolas plásticas tradicionais terá também a possibilidade de utilizar sacolas biodegradáveis. Algumas redes de mercados cobrarão um valor de R$0,20 por essas sacolas, outras já distribuem gratuitamente sacolas oxibiodegradáveis que prometem levar em média 18 meses para desaparecerem do ambiente.

Mas o que significa plástico biodegradável?
É o plástico que pode ser degradado por bactérias ou fungos na presença de água, dióxido de carbono (CO2) e algum material biológico. É importante saber que o plástico biodegradável não é necessariamente produzido por material biológico, ou seja nem todos são feitos a partir de fontes renováveis. Vários plásticos biodegradáveis são produzidos a partir do petróleo.

Existem alguns tipos diferentes de sacolas biodegradáveis:

  • Feitas a partir do petróleo, mas com aditivos que permitem que sejam completamente degradadas no ambiente. Elas custam 10% a 15% mais que as sacolas de plástico comuns.
  • Feitas com amido de milho/mandioca/batata, tem custo mais alto e podem exigir o aumento do desmatamento para produção desses alimentos para a geração de sacolas.


As sacolas biodegradáveis ainda são controversas, alguns consideram que os aditivos podem contaminar os lençóis freáticos, outros consideram um avanço mesmo que algumas apenas se 'desfaçam' nos aterros e rios, por não causarem enchentes ou asfixiarem animais.

Essa é uma discussão que deve beneficiar muito o meio ambiente, mas por enquanto as sacolas de pano como as avós utilizavam para fazer feira ainda parecem ser a forma mais correta de carregar as compras.