Share |
28/06/2015

Quem disse que brasileiro não pensa em Mudanças Climáticas?

Mariana Pekin/VEJA.com
Planeta Sustentável

Aí vão os números! 88% dos brasileiros já ouviram falar de mudanças climáticas e 71% se sentem bem ou mais ou menos informados sobre o tema.

Nas regiões Norte e Sudeste, as pessoas se sentem mais bem informadas (acima de 30%) e no sul mais mal informadas (25%). Mais de 85% da população acredita ser muito preocupante o impacto dessas mudanças sobre suas vidas, dos brasileiros e do planeta em geral. E tem mais: para 95% dos brasileiros, já atingem o Brasil e para 90% ela está relacionada à crise hídrica e energética.

Estes são os números da mais recente pesquisa do Instituto Datafolha sobre O que pensa o brasileiro sobre mudanças do clima. Encomendada pelo Observatório do Clima e o Greenpeace, foi realizada a partir de 2100 entrevistas em 143 municípios brasileiros e tem margem de erro estimada em dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

Os brasileiros acertam ao apontar as principais ações do homem que contribuem para as mudanças climáticas como queima de combustíveis fósseis e desmatamento (>90%), mas acreditam que as mudanças no comportamento do sol também, o que de fato é quase desprezível segundo o último relatório do IPCC.

Um dado muito surpreendente é que mais de 83% dos brasileiros entendem que as ações para redução do desmatamento e investimentos em energias renováveis trazem mais benefícios que prejuízos para a economia. Ou seja, o brasileiro percebe que a agenda de mitigação é ganha-ganha.

Apesar de a maioria dos entrevistados entender que o governo não está fazendo o que deveria na Agenda de Clima, 2/3 da população acredita que o Brasil deveria assumir a liderança no enfrentamento do problema das mudanças climáticas.

Em suma, apoio da população brasileira não falta para que o Brasil tenha uma meta bastante ambiciosa de mitigação e de adaptação às mudanças climáticas, tanto na agenda interna como na agenda internacional.