Share |
22/09/2015

Pequim decide banir carros e volta a ter céu azul


Pensamento Verde

No Dia Mundial sem Carro, vale ressaltar a importância de utilizar novos meios de locomoção!

Em julho de 2013, a China lançou um Plano de Ação para Controle de Poluição do Ar (2013-2017), que apela para 1,7 trilhão de yuans (US$ 230 bilhões) a serem gastos em controles de poluição do ar até 2017. Uma dessas medidas chamou atenção do mundo todo por mostrar que, em pouco tempo, a qualidade do céu da cidade tem condições de melhorar.

A China comemorou em 3 de setembro a lembrança do fim da Segunda Guerra Mundial. Como preparação para as comemorações, as autoridades chinesas suspenderam atividades em fábricas e proibiram 2,5 milhões de carros de rodarem na cidade duas semanas antes das comemorações.

Nesse período o nevoeiro que costuma cobrir a cidade logo se desfez e foi possível admirar um belo céu. Uma medição da qualidade do ar no dia das comemorações apontou que ela estava em 17 para 500. Isso significa que o ar estava muito saudável. No dia 4 de setembro, dia seguinte às comemorações quando fábricas e carros voltaram a funcionar, a escala de medição já subiu até 160 para 500, este já é considerado um nível prejudicial.

Na China checar a qualidade do ar por meio de aplicativos é uma pratica comum. A poluição da cidade provoca fumaças que, não raro, são responsáveis por atrasos e cancelamentos de voos. Segundo o site da CNN, dados recentes da cidade sempre apontam o ar em níveis “muito insalubres” e “perigosos”.

Nas medidas propostas pelo governo para redução da poluição estão inclusos impostos sobre automóveis e Pequim será a primeira cidade a fazê-lo. O dinheiro deste imposto será coletado nos postos de gasolina onde serão feitas medições nos níveis de poluição e o valor será acrescentado ao preço que o consumidor já paga pelo gás padrão. Além desta medida, mais de mil táxis elétricos já circulam pela cidade desde 2013.