Share |
28/08/2014

Pato gigante que capta energia solar é aposta de designers em Copenhague

Tetra Pak
CicloVivo

Um projeto inusitado propõe instalar um pato gigante no porto de Copenhague, na Dinamarca, para captar energia solar. A ideia foi formulada por um quarteto de designers e artistas britânicos.

Batizada de “Energy Duck”, a proposta é usar a estrutura flutuante para coletar e armazenar a energia alternativa que, posteriormente, seria utilizada para abastecer toda a cidade.

Segundo o projeto, o pato seria construído com aço leve e teria uma cobertura de painéis solares. Os idealizadores estimam que a invenção possa ter a capacidade de gerar 75% da energia produzida por uma fazenda solar, caso fosse instalada no mesmo local.

O projeto também é adaptável às necessidades de abastecimento da região. Uma estrutura de 40 metros pode suprir uma cidade, já uma de quatro metros pode atender uma residência. A divertida estrutura ainda serviria de atração turística ao abrigar visitantes interessados em conferir a paisagem a bordo do pato solar.

Com autoria dos profissionais Hareth Pochee, Adam Khan, Louis Leger e Patrick Fryer, o projeto ficou famoso após ser apresentando no concurso de design Land Art Generator Initiative. A ideia foi elaborada para a meta de tornar Copenhague, conhecida como uma das cidades com o maior número de ciclistas do mundo, a primeira capital “carbono neutro” – anulando as emissões de CO2.