Share |
19/07/2013

Globo Ecologia apresenta reportagem sobre o tráfico de animais


G1

Tráfico de animais é o comércio ilegal de animais protegidos e é um problema sério para a conservação das espécies. Se desmatamento, urbanização e poluição são as principais causas do desaparecimento de espécies animais e vegetais, o tráfico de animais também tem um impacto significativo sobre algumas espécies. No Brasil, o tráfico de animais silvestres é considerado Crime ambiental conforme legislação em vigor.

O tráfico de animais põe em perigo a biodiversidade do planeta, nomeadamente através do seu impacto sobre grandes mamíferos. A associação ecologista internacional World Wide Fund for Nature (Fundo Mundial para a Natureza - WWF) disse que o mercado gera 15 bilhões de euros por ano. No Brasil a participação deste mercado chega na casa de 1 bilhão de euros por ano.

Um belo trabalho vem sendo desenvolvido pela Mata Ciliar, em Jundiaí no interior de SP.

A Associação Mata Ciliar, uma entidade civil sem fins lucrativos, foi fundada em 1987 com o objetivo de preservar os mananciais através do estudo das espécies nativas e produção de mudas das mesmas. Hoje a Mata Ciliar conta com a produção anual de aproximadamente dois milhões de mudas de 200 espécies diferentes de plantas características de Mata Atlântica e Cerrado, produzidas em tres viveiros localizados nas cidades de Pedreira, Jundiaí e Águas de Lindóia.

Em 1997, a Mata Ciliar fundou um Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) na cidade de Jundiaí (SP), com o intuito de prestar atendimento médico veterinário aos animais da fauna silvestre local. Os animais, provenientes da Serra do Japi e região, chegam ao CRAS em consequência de tráfico, queimadas, caça, desmatamento, entre outros motivos; sendo encaminhados à Mata Ciliar pelo Corpo de Bombeiros, Polícia Ambiental, Guardas Municipais, além de outras instituições.

A Mata Ciliar conta também com o Centro Brasileiro para Conservação de Felinos Neotropicais que tem o objetivo de implementar estratégias para a conservação das oito espécies de felinos selvagens que ocorrem no país. Trata-se de um centro de referencia internacional promovendo pesquisa em cativeiro e vida livre.

Confira o vídeo e a reportagem na íntegra: http://redeglobo.globo.com/globoecologia/videos/t/edicoes/v/globo-ecologia-trafico-de-animais-silvestres-06072013-integra/2672319/