Share |
26/08/2015

França quer acabar com uso de copos e talheres descartáveis


Pensamento Verde

Um dos países mais ricos e importantes do mundo pretende mudar radicalmente seu consumo de produtos feitos de plástico, principalmente de copos e talheres descartáveis. Este projeto, já votado e aprovado pelo parlamento francês, segue a linha da proibição das sacolinhas plásticas (sim, aconteceu por lá também) e tem como objetivo beneficiar o meio ambiente e propor alternativas sustentáveis para a sociedade.

Parte do “Projeto francês de Lei sobre a Transição Energética”, esta iniciativa deverá entrar em vigor em toda a França a partir de 2020. Porém, mesmo com todos os benefícios ecológicos, a medida tem gerado controvérsia. Um dos deputados que votou contra a aprovação do projeto, Jean-Pierre Decool, acredita que copos e talheres de plástico são insubstituíveis e que esta decisão pode gerar a demissão de 650 pessoas no país.

Mesmo com a posição contrária de políticos importantes, a medida passou pelo parlamento e deverá realmente ser uma realidade em 2020. Para os fabricantes de talheres e pratos descartáveis, o golpe foi duro e o futuro é mais preocupante ainda, porém muitas empresas já estão trabalhando em alternativas que mantenham suas posições no mercado. Além disso, alguns negócios deste ramo já iniciaram trabalhos mais aprimorados para recolhimento e reciclagem de seus produtos, tudo em parceria com o governo da França.

Vale ressaltar que em outros lugares do mundo também existem iniciativas similares, como em Nova Iorque, onde o uso do isopor é 100% proibido pelas autoridades locais. O ponto central da discussão é que as pessoas precisam ter mais consciência ambiental e que mudanças radicais assim podem não ter o efeito esperado, porém é pelo menos uma tentativa do governo de realmente propor soluções ecologicamente corretas.