Share |
24/11/2015

Floresta de árvores curvadas é mistério na Polônia


Pensamento Verde

Em um pequeno local do oeste da Polônia, perto da cidade de Gryfino, existe uma floresta estranha e misteriosa. Ela é caracterizada por suas árvores curvadas e foi batizada de Crooked Forest (floresta torta). Existem muitas teorias que tentam explicar o por quê dessa estranha configuração dos troncos das árvores, mas ninguém conseguiu chegar a uma prova concreta até hoje.

A floresta é composta por cerca de 400 pinheiros que crescem com curvas que podem chegar a 90 graus e a maioria tem sua direção apontada para o norte. A Crooked Forest é, curiosamente, rodeada por uma floresta de pinheiros retos.

Segundo o site iflscience.com, estima-se que as árvores foram plantadas na década de 1930 e que tinham cerca de sete anos quando passaram por alguma situação que fez com que elas assumissem essa forma. Mas que situação seria essa?

Teorias não faltam

Alguns acreditam que uma flutuação das forças gravitacionais pode ter ocorrido particularmente naquela pequena área e provocado as curvaturas. Mas não há nenhuma evidência que comprove essa teoria bizarra e bastante distante dos conceitos científicos.

Um pouco mais plausível é a teoria de que a neve poderia ter achatado as árvores por seu peso acumulado sobre elas durante um período prolongado quando elas ainda eram pequenas. O que torna essa teoria ainda não muito razoável é o fato de apenas cerca de 400 pinheiros terem essa configuração enquanto o resto da floresta se desenvolveu de maneira normal. Um acúmulo de neve tão grande e por um tempo tão prolongado em uma extensão tão pequena não parece fazer sentido.

Até mesmo a ideia de que tanques inimigos poderiam ter soterrado e entortado essas antigas árvores durante a Segunda Guerra Mundial foram levantadas, mas também é rebatida pelo fato de a área afeta ser muito pequena em extensão e seu entorno ter desenvolvimento normal.

A teoria que melhor sustenta até hoje é a de que essas curvaturas são fruto de intervenção humana. Alguns agricultores da época tinham o costume de provocar a curvatura das árvores para que seus troncos pudessem ser aproveitados na fabricação de peças de móveis e de embarcações. Essa “anatomia” do tronco facilitava o trabalho e trazia qualidades aos produtos criados a partir dessa madeira.

Provavelmente, com a invasão da Polônia durante a guerra, a atividade foi abandonada pelos agricultores. Hoje essas árvores cresceram e, com seus mais de 80 anos de idade, mantém as formas que lhes foram moldadas pelos agricultores da época. A cidade que circunda a floresta também foi devastada no período da invasão o que torna difícil a coleta de testemunhos de pessoas que viveram naquela época e que poderiam comprovar essa ultima hipótese. Mesmo assim, ela continua parecendo a mais provável.