Share |
29/06/2012

Leão Juba é transferido para um novo lar em Jundiaí e ganha tratamento adequado


http://rederecord.r7.com

O Juba é um leão de 18 anos que comoveu muitas pessoas com a sua história. Desde jovem, o animal sofreu maus tratos que podem ser notados com facilidade. O primeiro local em que viveu foi um zoológico particular e com situação irregular do Rio de Janeiro e em 2001 foi tranferido para outro zoológico em Fortaleza no qual continuou sofrendo amus tratos. Em 2006, Juba foi tranferido para o Centro de Triagem de Animais Silvestres (CETAS) do Ibama no Ceará. A partir de então, muitas pessoas se mobilizaram para buscar um local adequado para o animal viver.

A tristeza do leão Juba agora chega ao fim agora que ele foi transferido para São Paulo para um novo lar: Associação Mata Ciliar foi escolhida pois oferece atendimento veterinário e espaço necessário. A Tetra Pak apoiou o transporte realizado. Para garantir uma transferência segura, a empresa providenciou uma caixa de transporte especial, fabricada especialmente para o translado de grandes felinos.

De acordo com Fernando von Zuben, Diretor de Meio Ambiente da Tetra Pak, a caixa de transporte com 2,20 metros de comprimento e 1,30 metro de altura foi feito de matéria-prima proveniente de embalagens longa-vida recicladas. "O material composto de plástico e alumínio proporciona maior conforto acústico e térmico para o animal, o que auxiliou para que a viagem de avião fosse tranquila", completa Fernando.

Agora, na Associação Mata Ciliar, o leão conta com atendimento especializado de veterinários para o tratamento de uma doença de pele e seu novo recinto oferece muito espaço e tranquilidade. Ele está recebendo sete quilos de ração diariamente, o dobro do que recebia anteriormente, para aumentar a resistência e suportar o tratamento o qual será submetido em breve.

Veja aqui um vídeo sobre a história do Juba.