Share |
09/06/2015

RN é o primeiro estado do Brasil a produzir mais de 2 GW em energia eólica

Redação CicloVivo
Ciclo Vivo

O Rio Grande do Norte é o primeiro estado brasileiro a ter mais de dois gigawatts de potência instalada em energia eólica. De acordo com o Centro de Estratégias em Recursos Naturais e Energia (Cerne), o nível foi alcançado graças ao início das operações do parque eólico João Câmara.

Segundo o órgão, já são 75 usinas produzindo energia eólica em nível comercial no estado. A estrutura confirma o RN como o principal produtor brasileiro de eletricidade através dos ventos, com produção superior a de países europeus e de todos os sul-americanos, com exceção do Brasil.

O território potiguar é um dos melhores lugares do mundo para a produção de energia eólica, o que explica tantos investimentos na região. Segundo Jean Paul-Prates, presidente do Cerne, as condições adequadas são consequência de um fenômeno conhecido como bacia de ventos, que garante uma produção regular e altamente eficiente.

A posição geográfica privilegiada atrai diversas empresas ao estado do nordeste brasileiro, interessadas em produzir energia e também em instalar a estrutura necessária para que a produção seja conectada às linhas de transmissão.

Somente no mês de maio, a Chesf, uma das companhias que mais investe em linhas de transmissão no Brasil, proporcionou a estrutura necessária para escoar 1.500 MW da energia eólica produzida no Rio Grande do Norte. A empresa garante que o orçamento pretende direcionar R$ 2 bilhões ao desenvolvimento do setor em todo o país.