Share |
20/05/2013

Vestibulares de inverno oferecem 45 mil vagas 'tops' em todo o país

Tetra Pak
Folha de S. Paulo

Daria para encher o estádio do Pacaembu com as vagas oferecidas no segundo semestre de 2013 em cursos bem avaliados pelo RUF (Ranking Universitário Folha): são quase 45 mil.

Levantamento feito pela Folha encontrou 42 instituições com inscrições abertas para o vestibular de inverno, entre públicas e privadas, que oferecem 45 cursos diferentes em 13 Estados.

A lista considera universidades que ficaram entre as 50 melhores classificadas no RUF, além de instituições que não possuem o título de universidade, mas tiveram cursos avaliados pelo ranking em até terceiro lugar.

Cerca de 45% dessas vagas "tops" estão em São Paulo --são ao menos 20.394, todas nas particulares.

Quatro das cinco universidades federais com vagas abertas em todo o país adotam exclusivamente o Sisu (Sistema de Seleção Unificada) como método de entrada --são cerca de 3.000 vagas.

Em algumas instituições privadas, o Enem é usado como forma única de ingresso, para compor a nota ou para preencher uma cota de vagas.

Ao tomar um ranking como base na hora de escolher um curso, é preciso ficar atento aos critérios, segundo Romualdo Portela de Oliveira, 54, professor da Faculdade de Educação da USP.

O RUF, por exemplo, usa quatro indicadores na classificação das universidades: qualidade de ensino, de pesquisa, avaliação de mercado e indicador de inovação.

Ainda assim, para Oliveira, a avaliação positiva de um curso não é suficiente para evitar uma frustração no futuro. "Parte da evasão de alunos vem da falta de informação sobre o curso. A pessoa deve se informar sobre o que os profissionais efetivamente fazem."

Pensando nisso, a estudante Karina Rufina, 17, descobriu o gosto pela carreira de fisioterapia por meio de vídeos na internet e palestras no Centro Universitário São Camilo, onde pretende estudar. "Procurei também conhecer a estrutura e os laboratórios da universidade."