Share |
03/09/2013

Portal latino de videoaulas lança versão brasileira


Por Vir

A existência de portais com conteúdo educativo disponibilizados na internet já não é novidade. De plataformas produzidas pelas próprias escolas aos canais de vídeos no YouTube, a oferta de jogos interativos e videoaulas é tamanha que se tornou muito mais difícil a seleção que a busca das melhores ferramentas on-line. Atentos à questão da qualidade e da organização do material vinculado na rede, um grupo de professores da Argentina resolveu criar a Educatina, uma plataforma gratuita de videoaulas com conteúdo de diversas matérias voltada para alunos de todas as idades. Até então focado apenas para o público latinoamericano, o portal chega agora ao Brasil, com vídeos em português.

Fundada em 2011, a Educatina cresceu de forma exponencial em menos de dois anos. Passou de 50 para 3.000 vídeos de 40 áreas temáticas, de história da arte à matemática básica. Todos eles produzidos em espanhol e sendo acessados por mais de 100 mil internautas a cada dia. Agora, com o site em português, a plataforma já está oferecendo mais de 50 vídeos dos mais variados assuntos da matemática. No novo portal, é possível encontrar assuntos que vão da aritmética ao raciocínio lógico, especialmente voltados aos estudantes do ensino fundamental. Os vídeos também são direcionados aos professores e pais de alunos, já que o material acaba servindo de instrumento de aula ou suporte para melhor explicar as dúvidas dos filhos.

“Nosso objetivo principal é democratizar o acesso à educação de boa qualidade. Hoje, a internet está cheia de conteúdos digitais, o que acaba confundindo um pouco o aluno no momento em que ele precisa ir atrás de determinado assunto para se aprofundar. Com a Educatina, queremos alcançar milhões de usuários que querem aprender em um formato dinâmico”, explica Denise Abulafia, uma das três cofundadora da plataforma. Miela Ioszpe e Cristian Ventura são os outros dois integrantes da Educatina.

E mesmo tendo sido criada há pouco tempo, não faltam planos de ampliação a curto prazo da Educatina. “Hoje, o Brasil é um mercado muito atrativo para conteúdos digitais de educação. É um dos países da América Latina que melhor está fazendo a transição da educação tradicional para uma educação mais envolvida com a tecnologia. Por isso, queremos chegar a 2 mil vídeos em português até 2014”, diz Denise. No catálogo de expansão estarão videoaulas de gramática, física e química. Além da ampliação do material, parcerias para produção ou disponibilização de conteúdos de universidades já estão em vista. “No Brasil ainda não fizemos nenhum contato, mas já estamos estabelecemos contato com algumas universidades da Argentina e do Equador”, explica Denise.