Share |
15/09/2012

Como iniciar o ensino de inglês na escola

Tetra Pak
http://revistaescola.abril.com.br

Após a leitura de um texto, o professor pergunta o que a garotada entendeu. Depois de minutos de hesitação, os alunos olham uns para os outros e alguns arriscam uma resposta: nada. Quem nunca se deparou com uma situação assim? No artigo Saber Ler ou Ler para Saber, a pesquisadora argentina Mirta Castedo relata um episódio semelhante para, no fim, assinalar: "Ler se aprende lendo, fazendo antecipações e confirmando-as, testando e discutindo". A afirmação vale para o aprendizado de inglês. Afinal, a cena é ainda mais comum nas primeiras aulas de Língua Estrangeira, quando a barreira linguística impõe resistência à compreensão.

Seu papel, nesse caso, é ajudar as crianças a ativar um repertório de informações que as ensine a inferir sentidos e buscar acepções corretas no dicionário. Mesmo que, a princípio, não se sinta capaz de ler, a turma deve ser desafiada a fazê-lo. Comece expondo textos simples e aumente a dificuldade das leituras progressivamente (leia exemplos de atividade nas ilustrações).

Quando lê, o aluno cria hipóteses tendo como base o que já conhece. Isso inclui o português e as palavras conhecidas de origem inglesa. Assim, ele se familiariza com a estrutura e a sonoridade da língua. "Ao aprendermos a ler o idioma, compreendemos seu léxico e seu funcionamento", explica Celina Fernandes, consultora em Língua Estrangeira. Para que o contato com o inglês seja cada vez mais presente, é importante também usá-lo na comunicação em sala (leia o quadro na próxima página).

No site da Nova Escola você confere cinco procedimentos indicados para vencer a resistência da turma ao novo idioma.