Share |
19/12/2013

SimCityEDU chega a escolas norte-americanas


Por Vir

Os benefícios do uso de recursos digitais em sala de aula não são mais uma novidade no universo escolar, mas os professores que apostam na aplicação de games no currículo têm enfrentado um novo desafio. Acostumados em casa a jogos eletrizantes ou que exigem extrema concentração, os alunos demandam um estímulo maior do que o proporcionado por boa parte dos jogos educacionais disponíveis atualmente. Recém-lançado no mercado norte-americano, o SimCityEDU: Pollution Challenge! pretende ser uma resposta a esse cenário. Trata-se do primeiro de uma nova geração de games educacionais criados a partir de elementos dos famosos jogos da franquia SimCity, da Electronic Arts Inc.

Ele funciona como uma ferramenta de ensino e avaliação para os professores do ensino fundamental 2 e permite que os alunos desempenhem o papel de prefeitos de uma cidade virtual e lidem com questões relativas ao impacto ambiental em meio ao progresso econômico e social. Dessa forma, o jogo encoraja os estudantes a pensar de forma crítica sobre os desafios modernos, mas também serve como um indicador importante para os professores quanto ao desenvolvimento de cada aluno em pontos cruciais como interpretação de texto e noções de ciências.

Os jogos SimCityEDU são desenvolvidos no GlassLab, um projeto do Institute of Play – um estúdio de design de jogos dos Estados Unidos, responsável também pela escola gamificada a Quest to Learn – em parceria com outras instituições que reúnem experts em jogos comerciais e educação. A GlassLab tem como um dos principais financiadores a Bill & Melinda Gates Foundation. Atualmente, o jogo só está disponível para compra dentro dos Estados Unidos, mas há a possibilidade de ser traduzido para outros idiomas e distribuídos em outros países.

Entre os professores que fizeram parte dos testes do jogo, o recurso digital parece ter agradado. Cerca de 70 professores e 2 mil alunos utilizaram a versão piloto do game. Algumas das reações dos envolvidos podem ser vistas neste vídeo, em inglês.