Share |
21/11/2015

Indivíduos de países que poluem muito se importam pouco com o clima


Portal EcoD

Os países da América Latina e da África são os mais preocupados com o aquecimento global. Já China e Estados Unidos são os que menos se importam. Os dados constam de um estudo recente elaborado pela Pew Research Center, uma organização americana que realiza pesquisas independentes de opinião.

Divulgado em 5 de novembro, o levantamento teve o objetivo de saber sobre o que as pessoas pensam a respeito das mudanças climáticas. Ao todo foram entrevistadas mais de 43 mil pessoas, em 40 países diferentes, incluindo o Brasil.

No Brasil, 90% dos entrevistados disseram que já são afetados pelas mudanças climáticas, e a maioria dos brasileiros considera que a seca é o que mais preocupa na questão ambiental - as regiões Sudeste e Nordeste enfrentam fortes condições de seca nos últimos anos.

A pesquisa identificou uma correlação entre emitir CO2 e se preocupar com aquecimento global: quem mais polui é, também, quem está menos preocupado com o problema, conforme demonstra o gráfico abaixo:

Quanto mais para cima, maior a importância que os cidadãos daquele país dão para a questão climática. Quanto mais para a direita, maior a quantidade de gases de efeito estufa que aquele país está emite. Os países com maior emissão por pessoa pesquisados (EUA, Austrália, Canadá) são também os que menos se importam com o problema.

A China, por exemplo, aumentou a emissão de gases de efeito estufa de forma intensa nos últimos anos, a ponto de se tornar o maior emissor do mundo em números absolutos. Nesse mesmo período, a preocupação com as mudanças climáticas no país caiu 23 pontos percentuais. Hoje, apenas 18% dos chineses dizem que o clima é um problema sério. Ao passar a usufruir de benefícios econômicos de uma economia mais intensa em carbono, os chineses reduziram a preocupação com os impactos ambientais que esse crescimento causa.

Já a Venezuela é uma exceção inusitada. Altamente dependente da exportação do petróleo, o país emite muito mais do que outros latino-americanos, mas mesmo assim aparece como uma nação preocupada com o meio ambiente. O Reino Unido também está fora da curva. Os britânicos têm um governo bastante ativo em problemas climáticos, mas seus cidadãos não parecem se preocupar muito com isso.