Share |
20/03/2014

Alunos da Escola Municipal Sebastião de Matos tem palestra em Umuarama

Tetra Pak
Umuarama Ilustrado

Crianças do 5º ano da Escola Municipal Sebastião de Matos, localizada no parque San Remo – turma da manhã –, tiveram uma palestra com o educador ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Valério Silva, sobre reciclagem e preservação dos recursos naturais. Chamou a atenção dos alunos a orientação sobre diversas opções de reutilização de embalagens vazias de garrafas plásticas e caixinhas de leite e suco (do tipo de embalagem da Tetra Pak).

O ciclo dos três 'R' foi explicado aos alunos para ajudarem na preservação do meio ambiente: reutilizar, reciclar e reduzir é a base do processo. Estas atitudes ajudam a reduzir o volume de lixo e a pressão sobre o aterro sanitário municipal, que ganha mais anos de vida útil”, explicou Silva. Exemplos não faltam. Os alunos se surpreenderam com a história do britânico que construiu uma ilha artificial na costa do México, usando como base cerca de 250 mil garrafas PET. Ele aterrou a estrutura de garrafas vazias, construiu sua casa, cultivou algumas espécies de árvores e plantas rasteiras e vive na ilha, que virou atração turística flutuante. Uma aluna disse que a mãe reaproveita caixinhas de leite como formas de gelo.

Valério Silva também deu dicas sobre como reduzir o volume de materiais recicláveis para serem guardados ocupando pouco espaço, até o dia da coleta seletiva, que hoje cobre todo o município. Explicou a composição dos principais materiais, a importância ambiental e econômica de reaproveitá-los – pois são bem valorizados no mercado –, e também sobre o cuidado que se deve tomar com vidros quebrados, latas e situações que podem representar riscos.

Membro do conselho da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Piava, Silva falou ainda sobre as ações desenvolvidas pelo município para preservar o manancial de abastecimento – como a criação do programa Lixo que Vale, pelo qual a população que reside próximo das nascentes do ribeirão recolhe todo o lixo reciclável das suas casas e das ruas e troca por alimentos fresquinhos; doação de mourões de cerca para proteger a mata ciliar; aquisição de veículos para ajudar os produtores na construção de curvas de nível, para evitar a erosão; instalação de fossas sépticas nas propriedades rurais próximas às nascentes; e coleta seletiva também na zona rural, entre outras.