Share |
Anterior Próximo

Vidro

O vidro foi descoberto há milhares de anos pelos fenícios, que, juntando areia quente com cinzas, conseguiram obter um material transparente, que hoje chamamos de vidro.

Atualmente o vidro é fabricado praticamente a partir da mesma matéria-prima, ou seja, areia, de onde é retirada a sílica. Adiciona-se também a barrilha, de onde vem o sódio, e o calcário, de onde é retirado o cálcio.

O vidro, quando levado para os aterros sanitários, não se decompõe, o que diminui a vida útil do aterro. A matéria-prima empregada na fabricação do vidro é barata e fácil de encontrar, mas sua extração causa danos ao meio ambiente. Além disso, gasta-se muita energia para recolher a areia e muito combustível para que ela chegue até as indústrias de vidro. Gasta-se, também, energia para aquecer os fornos a altas temperaturas exigidas na produção do vidro.

Na Central de Triagem as embalagens de vidro são separadas, trituradas e transformadas em pequenos cacos, colocados em tambores e encaminhados para indústria recicladora, onde são fundidos a uma temperatura média de 1300ºC. Após a fusão, a massa é despejada nas diversas formas das indústrias vidreiras e, por um processo automático, transformada em novas embalagens.

Gastando Menos

A reciclagem permite também economizar energia, pois, para a fabricação de vidro a partir de cacos, é necessário que o forno da vidraria atinja a temperatura média de 1300ºC, enquanto que, utilizando-se apenas matérias-primas virgens, a temperatura do forno deve chegar a 1500ºC.




Anterior Próximo