Share |
Próximo

Introdução

Quando ouvimos falar sobre meio ambiente pensamos logo em florestas, campos e lugares que tenham plantas ou animais a serem preservados. A expressão meio ambiente, entretanto, pode indicar qualquer espaço em que um ser vive e se desenvolve. Na interação e nas trocas de energia que se estabelecem entre ser vivo e meio ambiente há transformação tanto em um como no outro.

No caso do ser humano, além do espaço físico e biológico, existe também o espaço sociocultural. Desse modo, pode-se considerar o local onde se mora, onde se trabalha e onde se estuda como parte do meio ambiente. Hoje em dia se fala muito sobre Ecologia, mas poucas pessoas agem ecologicamente. O termo Ecologia foi proposto em 1866 pelo biólogo Haeckel e é composto por duas palavras gregas: oikos, que quer dizer morada, e logos, que significa conhecimento. Conhecer Ecologia significa estudar a morada, a casa, o ambiente onde vivem os seres vivos.

Todos os seres vivos se relacionam entre si e com o meio ambiente, mas apenas o homem atua conscientemente sobre ele. O homem tem sido responsável por grandes e rápidas transformações dessa morada, principalmente a partir da crescente urbanização ocorrida após a Segunda Guerra Mundial. Essa urbanização foi mais intensa quando a população rural deixou o campo para tentar a vida na cidade e exigiu um aumento no abastecimento de alimentos e bens de consumo. Isso foi possível devido aos avanços tecnológicos proporcionados pela revolução industrial a partir do século XVIII.

As inovações tecnológicas permitiram a produção de bens de consumo em enormes quantidades e a fabricação de embalagens cada vez melhores que garantiram o transporte seguro e a durabilidade desses bens.




Próximo